Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Aeroporto de Salvador deve receber R$ 2,8 bi após concessão à iniciativa privada

Imagem: Arquivo Correio

O Aeroporto Internacional de Salvador deve receber cerca de R$ 2,8 bilhões com a concessão à iniciativa privada. A estimativa consta no Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) entregue pela Secretaria de Aviação da Presidência da República ao Tribunal de Contas da União (TCU) na última quinta-feira (17). Além do de Salvador, foram escolhidos para a terceira rodada de concessões do governo federal o Salgado Filho, em Porto Alegre; Hercílio Luz, em Florianópolis; e Pinto Martins, em Fortaleza - todos eles já tiveram o estudo entregue pela secretaria.

Os investimentos previstos valem para todo o período de vigência da concessão do aeroporto de Salvador, que será de 30 anos, a partir da assinatura do contrato. Atualmente, o aeroporto de Salvador movimenta 9,2 milhões de passageiros por ano. Com os investimentos que a futura concessionária deve aplicar, a estimativa de movimentação anual do aeroporto é de 35 milhões de passageiros ao final da concessão, em 2046.

As principais obras previstas são a construção de uma nova pista de pouso e decolagem, ampliação do pátio de aeronaves, ampliação do terminal de passageiros, um novo estacionamento para veículos e um terminal de cargas.  A Infraero não terá participação acionária nessa nova rodada de concessões.

Além do investimento previsto para Salvador, os estudos entregues ao TCU apontam para um investimento de R$ 918 milhões para o aeroporto de Florianópolis, R$ 1,7 bilhão para Porto Alegre e R$ 1,8 bilhão para Fortaleza.

Com a entrega dos estudos ao TCU, o próximo passo será a análise dos dados pelo tribunal e, após aprovação, o encaminhamento à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que elaborará o edital de concessão e minuta de contrato.

O ministro da Aviação, Guilherme Ramalho, acredita que o leilão será realizado ainda no primeiro semestre de 2016. "Estamos mantendo o cronograma absolutamente em dia. Entregamos os estudos ao TCU, conforme tínhamos programado no início do processo, em junho deste ano. Mais uma etapa foi cumprida e isso reforça nossa convicção de realizar o leilão entre maio e junho do próximo ano", calcula.

Fonte: iBahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...