Analytics

menu

Image Map

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Estudantes da UFRB em S. A. de Jesus se manifestam e ameaçam invadir reitoria em C. das Almas

Foto: Reprodução
Estudantes do Centro de Ciências da Saúde na UFRB em Santo Antônio de Jesus aproveitaram a transição de ocupação da nova diretoria da Universidade para realizar um ato manifestos contra as condições em que se encontra as residências estudantis.

Eles reclamam da precariedade das estruturas, que segundo informaram a redação do Portal Voz da Bahia teriam cupins e sofreriam com infiltrações o que vem ocasionando um índice de elevado de doenças de processos alérgicos aos residentes. As informações prosseguem de que há evidencias de focos do mosquito da dengue no local devido a obras de construção paradas no entorno da Universidade. 

“Muitos estudantes já foram diagnosticados com dengue por que há um criatório aqui. É muita água acumulada devido às chuvas em pontos onde a construção de ampliação está parada”, afirmou Carlos Godim estudante de medicina. 

Outros pontos foram discutidos e pautados no ato manifesto como a descentralização decisivas da Universidade, que segundo informou, é feita somente da sede da reitoria na cidade de Cruz das Almas, “o que queremos é a autonomia de cada centro, porque todas as decisões são dirigidas e tomadas na sede e isso tem causado transtorno aos alunos”, pontuou.

Os alunos denunciaram ainda a falta de acessibilidade e manutenção da cozinha coletiva e a infraestrutura local, o qual foi classificada como precária e insatisfatória, “ficamos uma semana sem gás, cozinhando em fogueira, as dependências não tem um mínimo de estrutura legal e a assistência estudantil não está sendo efetivada por falta de atenção”, colocou acrescentando que estudantes se juntaram, para comprar um botijão de gás por que foram informados que o processo de aquisição estava em licitação e o prazo para a retomada seria de 20 dias. 

Outro ponto debatido foi a construção imediata de um restaurante universitário e a reiteração do auxílio alimentação dos alunos que fazem parte do programa de Bolsa Permanência.

Para o aluno de Psicologia Rafael Silva, a diretoria da Instituição tenta minimizar o problema e informou que para que os alunos tenham água para banho ou outras atividades domésticas é preciso pegar água em baldes porque não há um sistema de distribuição para as residências, “o tanque está sem limpeza adequada, temos que pegar água em baldes e cozinhar em fogueira. Estamos reivindicando desde 2009 e estamos sendo negligenciados quando a diretoria da Universidade não nos dá uma solução”, informou o discente.

Insatisfeitos com a situação, alunos disseram que iriam continuar com a manifestação e anunciam ida a sede da reitoria na cidade de Cruz das Almas, “estamos saturados com isso. Agora é nossa saúde que está em jogo. Os apartamentos estão com cupins e mofo, já identificamos foco do mosquito da dengue e estamos sem estrutura física. Estamos cansado de tanto diálogo sem solução. Agora o bicho vai pegar”, anunciaram.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...