Analytics

menu

Image Map

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

FEIRA: Professores do município deflagram paralisação por tempo indetermindao

Foto: Reprodução
Mais de 500 Trabalhadores em Educação de Feira de Santana decidiram – por unanimidade –, durante assembleia ocorrida na manhã desta quinta, 11, em um espaço da cidade, iniciar uma paralisação por tempo indeterminado. A categoria tem como reivindicação principal a reserva de 1/3 da carga horária para planejamento das atividades docentes.

Segundo informações do sindicato (APLB), durante a assembleia com a categoria, o advogado da APLB Feira, Maximiliano Ataíde, destacou o papel do sindicato na luta pela garantia dos direitos dos Trabalhadores e atentou para a importância da participação da mesma nas assembleias e atos promovidos pela APLB - Sindicato Feira, lembrando da luta pelo pagamento do auxílio transporte em dinheiro onde a APLB uniu forças junto a outras representações sindicais e conseguiu o pleito beneficiando todos os servidores públicos municipais.

Na oportunidade, o advogado esclareceu ainda algumas questões com a categoria, como o direito de Trabalhadores em Educação em estágio probatório participarem do movimento. Segundo ele, estes profissionais têm o direito de atuar na luta e nenhum gestor poderá demiti-los nem colocar falta para aqueles que estejam participando do movimento.

Na próxima segunda, 15, os Trabalhadores em Educação irão até a sessão plenária que marca o retorno das atividades do legislativo, na Câmara Municipal de Vereadores, para expor as reivindicações da categoria por melhorias para a educação feirense, sobretudo, com a luta principal pela garantia da reserva de 1/3 da carga horária. 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...