Analytics

menu

Image Map

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Vigilantes da UFRB fazem paralisação por tempo indeterminado; estudantes ocupam reitoria

Vigilantes do CAHL paralisados | Foto: Diário da Notícia
Os vigilantes que prestam serviços a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) paralisaram as atividades nesta segunda (25/07). Segundo os vigilantes, que se fazem presentes em frente ao Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), em Cachoeira, dizem que estão com seus salários atrasados, alguns que estão de férias e não receberam, enquanto outros que foram demitidos, também não receberam a indenização.

Ainda segundo os manifestantes, está acontecendo uma reunião entre os dirigentes da empresa, juntamente com o sindicato dos vigilantes. A paralisação é  por tempo indeterminado, até que paguem os salários atrasados.

Estudantes da UFRB de Cruz das Almas ocupam reitoria

Foto: Reprodução | Facebook
Segundo informações obtidas pelo Diário da Notícia, os estudantes da UFRB, da cidade de Cruz das Almas, estão ocupando a reitoria da universidade, reivindicando a volta do funcionamento do Restaurante Universitário (R.U.), assim como também o pagamento aos terceirizados. Segundo os estudantes, "muitos estão em vulnerabilidade pela falta do funcionamento pleno no R.U, enquanto os funcionários terceirizados estão passando necessidades pela falta de pagamento dos salários e indenizações."

A reitoria da UFRB emitiu uma nota falando sobre a situação dos terceirizados. Leia abaixo:

"A Reitoria da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem a público prestar esclarecimentos acerca do atraso dos salários dos funcionários terceirizados vinculados às empresas DSP (Limpeza), ATENTO (Vigilância) e LOCRHON (Portaria e Apoio Administrativo).

De acordo com cláusula contratual, claramente expressa nos instrumentos celebrados com as empresas que prestam serviços terceirizados nesta Universidade, o pagamento dos salários dos funcionários deverá ser realizado até o 5º dia útil de cada mês.

A não realização do pagamento no prazo estipulado em contrato incorre nas penalidades de advertência, multa e, em persistindo as irregularidades, rescisão unilateral do contrato.

Vale ressaltar que ao assinar o contrato, a empresa se responsabiliza em assumir o pagamento dos seus funcionários rigorosamente em dia, por até 03 meses, independente de a Universidade ter quitado a fatura correspondente ao mês que está sendo pago.

Mesmo considerando a crise orçamentária e financeira que vem passando as universidades, a UFRB tem envidado esforços para garantir o cumprimento das suas obrigações contratuais.

A UFRB manifesta sua indignação diante dos atrasos nos salários dos funcionários terceirizados, não coadunando com estas práticas, tendo em vista a atenção que sempre dispensou ao cumprimento das suas obrigações enquanto contratante destes serviços e espera que esta situação se normalize com a maior brevidade possível."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...