Analytics

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Feira: Comentarista esportivo da Rádio Sociedade, que tentou suicídio, passa por exames e não corre risco de morte

Aristeu das Mercês Ramos | Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
Está fora de perigo, mas ainda em estado grave, o comentarista de arbitragem da equipe esportiva da Rádio Sociedade de Feira, Aristeu das Mercês Ramos, de 53 anos. Ele foi socorrido, após uma tentativa de suicídio, para o Hospital de Trauma de Campina Grande, no encerramento do jogo entre o Fluminense de Feira e o Campinense, no estádio Amigão, no estado da Paraíba.

Aristeu foi salvo pelo colega de equipe, o repórter Miro Nascimento, que foi ao banheiro masculino, no setor de imprensa, e o encontrou pendurado com um cinto amarrado ao pescoço.

Ao Acorda Cidade, Miro informou que gritou pedindo ajuda e foi ouvido por outros radialistas, que conseguiram suspender Aristeu e retirar o cinto enquanto outros acionavam o socorro médico e a Polícia Militar. Ele recebeu os primeiros socorros até a chegada do Samu e ao chegar ao hospital realizou vários exames.

Segundo Miro Nascimento, os exames constataram que não houve lesões graves. Aristeu não corre risco de morte, mas ainda não há informações sobre quando receberá alta.

Miro relatou que o comentarista, que já foi árbitro de futebol, e atualmente trabalha também como perito do Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana, estava empolgado com a viagem. A equipe saiu de Feira em direção ao estado da Paraíba no último sábado (10) e chegou por volta das 19h.

“No domingo demos uma volta pela cidade e por volta das 14h chegamos ao estádio Amigão. Buscamos a todo momento os comentários do colega e em um momento ele chegou a dizer que não estava se sentindo muito bem. Eu subi para verificar um problema na linha de transmissão e depois fui ao banheiro. Eu o encontrei no caminho e ele disse que não estava comentando o jogo muito bem. Voltei à cabine, fiz um comentário de dois minutos e retornei ao banheiro para chamá-lo para fazer outros comentários. Ao chegar no banheiro me deparei com a cena dele pendurado com um cinto amarrado ao pescoço. Eu me desesperei, senti que ele estava com vida e comecei a gritar e os outros companheiros me ajudaram a retirá-lo. Ele recebeu os primeiros socorros até a chegada do Samu, através do irmão Júnior. Foi aí que chegou a Polícia Militar e depois o Samu”, relatou Miro Nascimento ao Acorda Cidade.

As ambulâncias que estavam no estádio para a realização do jogo já haviam deixado o local.

“No hospital ele foi sedado e entubado. Passou por uma tomografia e por volta das 23h saiu o resultado constatando que não havia nenhuma lesão no cérebro. Em seguida foi feita uma segunda avaliação que comprovou o resultado do primeiro exame. Ele está internado, em observação e não há informações de quando ele recebe alta. O que posso dizer é que o susto passou, que ele não corre risco de morte e que não houve lesões graves”, informou.

Fonte: Acorda Cidade
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...