Analytics

menu

Image Map

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Deputado do PMDB chama de irresponsável atitude de Cunha

Foto: Divulgação
Até mesmo os filiados do PMDB estão contra a atitude de Eduardo Cunha (PMDB-BA), que autorizou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, após a cúpula petista ter afirmando que votaria contra ele no Conselho de Ética. A ação foi vista como uma forma de retaliação por parte do presidente da Câmara, investigado na Operação Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, e no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar.

Na Bahia, o deputado estadual Alex da Piatã (PMDB), postou uma mensagem nas redes sociais condenando a ação de Cunha.  

“Achei irresponsável, neste momento, como um vale tudo eleitoral, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, abrir o processo de Impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Ele não reuniu critérios profundos para tal e só fez isso como forma de retaliação. Cunha também não reúne condições morais para continuar no cargo e muito menos para tomar uma decisão tão importante de acatar um pedido de afastamento de uma presidente da República”, pontuou o parlamentar. 

Ele disse ainda que “diversos juristas, inclusive o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou que não há indícios para ocorrer o afastamento. Não nesse momento”. 

Buscando o discurso da democracia, Alex da Piatã disse que teme uma instabilidade econômica ainda maior, prejudicando os mais pobres. 

“Temos que jogar no time da democracia! Eu penso na instabilidade que uma atitude irresponsável dessa causa. Eu penso no brasileiro. Receio que a crise econômica venha prejudicar o mais pobre. Precisamos de diálogo e não de guerra de poderes. Precisamos de bom senso para colocar o Brasil nos trilhos”. 

Fonte: Tamirys Machado | Bocão News
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook