Analytics

menu

Image Map

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Aluguel por temporada é opção para hospedagem no Verão

Foto: Romildo de Jesus
Salvador esteve entre os quatro destinos nacionais mais buscados ao longo de 2018, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza, segundo levantamento da ferramenta de buscas de viagem Kayak. Com a proximidade da alta estação e período de férias escolares, muitos turistas escolhem a cidade para descansar ou curtir as festas de largo, Réveillon e Carnaval. Somente para a festa da virada, são aguardados mais 450 mil turistas na capital baiana. Nem todos ficam em hotéis e para quem vai viajar em grupo, o aluguel por temporada surge como uma opção mais econômica de hospedagem se comparado com hotéis.

Um apartamento situado no Condomínio Expresso 2222 Residência & Charme, em frente à Avenida Oceânica, na Barra, está sendo alugado para temporada e Carnaval pela diária média de R$250. De acordo com o Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Bahia (Creci-BA), a procura por locação de imóveis deste tipo na cidade segue na mesma intensidade do ano passado. Segundo Consuêlo Fonseca Leal Silva, conselheira e diretora do Creci-BA, Praia do Flamengo, Ipitanga e Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas, são alguns dos bairros mais procurados pelos turistas de outros estados. Em contrapartida, as praias do Litoral Norte, como Arembepe, Jauá e Barra do Jacuípe despontam como localidades buscadas pelos baianos, principalmente soteropolitanos, para aluguel por temporada.

“De um mês para cá eu senti que aumentou um pouco a procura por imóveis nessas regiões”, explicou a diretora do Creci-BA. Segundo ela, o Carnaval ainda é a época de maior demanda por essa modalidade de locação na cidade, seguida do Réveillon. Consuêlo pontua que se tratando de locação para a alta estação, os hóspedes de outros estados costumam procurar pelo imóvel com muitos meses de antecedência do dia do embarque. De modo geral, quem procura por este tipo de acomodação são famílias ou grupos de amigos querem aproveitar a estadia como se estivesse em casa. Linha verde Proprietário de três vilages em Praia do Forte, Gregory Ponesy costuma locar seus imóveis por períodos de três a quatro dias, com diárias de R$250, em média.

Ele revela que 50% dos hóspedes são baianos, em sua maioria de Salvador e Feira de Santana, e a outra metade é formada por turistas de outros estados, principalmente São Paulo, e de países como Argentina e França. O empresário conta que 80% das locações ocorrem por meio de plataformas digitais, como Airbnb e Booking. Em sua avaliação, o movimento em busca dos apartamentos para a alta estação está o mesmo do ano passado. No residencial Paraíso das Águas, em Guarajuba, que possui piscina e área de lazer, as diárias para janeiro saem por R$500 aproximadamente. Uma das vantagens desses imóveis é que eles podem ser compartilhado por um grupo de quatro pessoas, por exemplo, o que torna o preço da diária bem mais em conta.


Fonte: Tribuna da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook