Analytics

quinta-feira, 11 de abril de 2019

“Já fui agredida outras vezes”, diz mãe de menina morta pelo pai em Muritiba

Foto: Reprodução
Segundo Darlene, mãe da menina morta pelo pai na localidade de Mil Peixes, zona rural de Muritiba na noite de domingo (07), relatou que na ocasião, conseguiu se livrar da violência praticada pelo marido, correndo pelas ruas para buscar ajuda, momento este que ouviu disparos de arma fogo e retornou, quando percebeu que os dois filhos estavam baleados. Michelle Magalhães Rodrigues, 11 anos e M.M.R de 5 anos, foram atingidos pelos tiros onde a menina morreu no local e o garoto foi socorrido por populares ao Hospital (saiba mais).

Darlene contou à Polícia Civil que essa não foi a primeira vez que o marido teve uma crise de ciúmes acrescentando que não sabia que Lucival de Oliveira Rodrigues, conhecido como Burti da Rifa tinha uma arma guardada em casa. A Polícia Civil disse ao Voz da Bahia que Lucival de Oliveira Rodrigues, de 34 anos, teria ingerido bebida alcoólica e alterado, passou agredir a esposa Darlene dos Santos Magalhães, 32 anos. Darlene contou à polícia que o companheiro motivado por ciúmes passou a lhe agredir fisicamente com socos e pontapés. A vítima citou que os dois filhos do casal presenciaram toda agressão.

Luciano de Oliveira Rodrigues era procurado pela polícia baiana após cometer o crime bárbaro em São José do Itaporã, distrito do município de Muritiba, no Recôncavo Baiano. De acordo com a polícia civil, “Burti da Rifa” como era conhecido, foi encontrado morto na noite desta quarta-feira (10) na cidade de Lauro de Freitas, região Metropolitana de Salvador (saiba mais aqui).

Segundo a Polícia Civil de Muritiba, o Serviço de Investigação da instituição já tinha levantado todos os dados da localização do suspeito, Burti havia sido visto a última vez abastecendo sua moto em Cruz das Almas (veja aqui). O corpo foi necropsiado no Instituto Médico Legal de Lauro de Freitas, após a realização do levantamento cadavérico.

Fonte: Voz da Bahia 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook