Analytics

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Em 24 horas, volume de chuva chega a mais de 40% do esperado para junho

Foto: Romildo de Jesus
Em 24 horas, o volume de chuvas em Salvador atinge mais de 40% do que o esperado para o mês de junho, segundo informações da Codesal. Por conta disso, os prejuízos foram muitos. Um deles ocorreu no canteiro da Avenida Adhemar de Barros, no bairro de Ondina, onde uma cratera se abriu. Na mesma região, parte dos moradores ficaram sem luz, após a queda de uma árvore, na Avenida Centenário. Ela derrubou os fios de um poste. Já uma faixa da avenida, sentido o bairro da Barra, foi interditada. A Coelba foi acionada para fazer os serviços necessários e restabelecer o serviço na região.
Ninguém ficou ferido. O farmacêutico Fernando da Silva, 34 anos, relatou a dificuldade para conseguir chegar ao trabalho. “Costumo sair de casa com uma hora de antecedência do meu horário normal. Hoje resolvi sair pelo menos duas horas antes, mesmo assim encontrei muito engarrafamento e transtornos. No final, cheguei atrasado da mesma forma”, desabafou. Na Cidade Baixa, mais precisamente nas regiões da Baixa do Fiscal, da Calçada e do Largo do Tanque, os moradores ficaram ilhados por conta da quantidade de água nas ruas. Os comerciantes tiveram muitos prejuízos com estabelecimentos alagados.

Foi o caso de Jair Santana, proprietário de uma oficina mecânica, localizada na Calçada. “Minha oficina amanheceu cheia de água e tive algumas peças de carros danificadas. Fiquei preocupado porque tem produtos de cliente aqui no depósito da loja. Mas graças a Deus a chuva começou a dar uma trégua e água está baixando”, relatou, demonstrando preocupação. De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), um coqueiro caiu na fiação da Avenida Aliomar Baleeiro, no bairro de São Cristóvão, sentido aeroporto, o que deixou o trânsito lento na região.

A Coelba também foi acionada para fazer os reparos necessários. Já o acesso a Avenida Jorge Amado, pela orla da Boca do Rio, precisou ser interditado por conta de uma cratera. Por isso, o trânsito foi desviado para a Avenida Simon Bolivar, próximo ao antigo Centro de Convenções. As obras devem ser concluídas até o próximo sábado, segundo a Prefeitura.

Além disso, o mau tempo também fez com que a travessia marítima Salvador-Mar Grande fosse suspensa nesta quinta-feira (06), de acordo com a Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab). De acordo com a Marinha do Brasil, através do 2º Distrito Naval, as ondas atingiram 3,5 metros de altura, em alto mar, na Baía de Todos-os-Santos, o que representou perigo para navegação.

Fonte: Tribuna da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook