Analytics

menu

Image Map

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Tentativa de destruir provas da Faroeste motivou novos pedidos de prisão pelo MPF

Foto: Ilustrativa
Movimentações para destruir provas que confirmam crimes investigados pela Operação Faroeste levaram o Ministério Público Federal (MPF) a acelerar pedidos de prisão temporária contra suspeitos de integrar um esquema de vendas de sentenças e grilagem de terras, supostamente operado no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ).

Entre eles, o juiz afastado Sérgio Humberto Sampaio, detido no último sábado pela PF, com base em mandado expedido pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça. Segundo apurou a Satélite, investigadores da Faroeste coletaram indícios que apontam para participação direta de Sampaio para tentar eliminar provas que poderiam incriminá-lo.

Fonte: Correio da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook