Analytics

menu

Image Map

domingo, 17 de novembro de 2019

UFRB realiza XIII Fórum Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo

Foto: Reprodução
A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio de sua Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis (PROPAAE), realiza o XIII Fórum Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo, entre os dias 14 e 27 de novembro, com atividades em todos os campi da instituição. O evento, que já faz parte do calendário acadêmico da UFRB, celebra a importância histórica, política e pedagógica do Dia Nacional da Consciência Negra.

A programação teve início no dia 14 com o II Forinho 20 de novembro, a ser realizado no Ginásio de Esportes, no campus de Cruz das Almas. O evento é voltado para crianças do Ensino Fundamental das escolas da região. A proposta é trabalhar a temática do respeito à diversidade étnico-racial a partir de atividades lúdicas, tais como música, capoeira, contação de histórias e oficina de artes.

As atividades também irão estimular a autoestima e a autoconfiança da criança negra e a valorização da herança cultural, reforçando traços artísticos da cultura africana. A abertura oficial acontece no dia 20 de novembro, no Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), em Santo Amaro. No dia 21 as atividades acontecem no Centro de Ciências da Saúde (CCS), em Santo Antônio de Jesus; no dia 22 no Centro de Formação de Professores (CFP), em Amargosa; no dia 25 no Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC) e no Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), em Cruz das Almas, e no dia 26 no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), em Cachoeira. A programação de cada centro de ensino está disponível no site oficial do evento.

O encerramento será no dia 27, a partir das 8h, no Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS), em Feira de Santana. O tema central do evento é “(Re)cortes do Sertão Preto: Diferentes Formas de Resistir”, que também será tema da primeira mesa redonda do dia.

A programação contará ainda com a mesa redonda “Diferentes Espaços de Resistência: Futuros Possíveis para o Povo Negro” e apresentações culturais do estudantes da Educação do Campo, Roda de Capoeira e Banda PsiCORDÉLicos. Sobre o Fórum – O evento acadêmico tem como objetivo fomentar discussões e reflexões relacionadas às políticas e práticas afirmativas e reunir pesquisadores e ativistas comprometidos com as transformações sociais e com a contribuição do fazer científico para a sociedade.

Fonte: Forte na Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook