Analytics

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

‘Se tiver qualquer terrorismo no Brasil, a gente entrega’, diz Bolsonaro

Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (6) que o Brasil irá entregar terroristas que eventualmente atuem no País. A afirmação se deu ao ser questionado por jornalistas de que maneira se configuraria o apoio do governo federal aos Estados Unidos na “luta contra o flagelo do terrorismo”.

Na sexta-feira (3), após o assassinato do general iraniano Qassem Suleimani em um ataque aéreo americano, o Ministério das Relações Exteriores, divulgou nota afirmando que o Brasil estaria pronto para “participar de esforços internacionais que contribuam para evitar uma escalada de conflitos”. “Se tiver qualquer terrorismo no Brasil, a gente entrega”, disse Bolsonaro.

Ao justificar sua afirmação, incorreu em informações incorretas, baseadas em suposições. “É por aí. Assim como entregamos (Cesare) Battisti… Entregamos, não. O Battisti viu que iam entregá-lo e fugiu. Assim como os cubanos, médicos, entre aspas, saíram antes de assumir. Sabiam que ia entregar os caras, (tinha) um montão de terrorista no meio deles”. O presidente referia-se aos cubanos que vieram para o Brasil trabalhar no âmbito do programa Mais Médicos – não há, no entanto, evidências de que médicos do país caribenho estivessem engajados em atividades terroristas no País.

Um ato terrorista é definido como um ataque deliberado a alvos civis para causar pânico. “Essa esquerdalha começa junto aos mais pobres, são pessoas desinformadas. Usam da boa fé deles para vender a sua política”, acrescentou o chefe do Executivo brasileiro, referindo-se, ainda, sobre os médicos cubanos. Questionado sobre o possível envio de militares brasileiras caso haja um conflito, Bolsonaro respondeu de forma ríspida.

“Que tropa, não existe…Não vou discutir esse assunto contigo”, disse. “Se tiver terrorista no Brasil vai ser entregue, não interessa sua nacionalidade, não interessa. Como entregamos chilenos, como terroristas aqui, paraguaios, também entregamos agora, há poucos meses”. Na conversa com os jornalistas, Bolsonaro também voltou a elogiar o presidente norte-americano, Donald Trump.

“Trump vai ser reeleito, alguém tem dúvida disso? Vai ser reeleito. Está o país indo muito bem, muito bem. Desemprego lá embaixo, a economia bombando, exercendo seu poder de persuasão no mundo todo, graças a Deus tem os Estados Unidos, que está fazendo tudo isso. Deus está no controle. Tem certos países, não vou falar qual, se tiver artefatos nucleares e meios para lançá-los o mundo todo entra em instabilidade. Todos vão sofrer, sem exceção.”

Fonte: Forte na Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook