Analytics

domingo, 21 de junho de 2020

Cachoeira: Após manifestação da APLB Sindicato, prefeito Tato Pereira emite nota de repúdio

Fotos: Reprodução 
Após a APLB Sindicato se manifestar através de faixas colocadas nas principais ruas de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, o prefeito Tato Pereira emitiu a seguinte nota de repúdio:


NOTA DE REPÚDIO DO PREFEITO DE CACHOEIRA

"Venho a público repudiar com veemência as acusações irresponsáveis, mentirosas e inescrupulosas feitas pela APLB Sindicato sobre o pagamento a professores da rede municipal.

Para o conhecimento da APLB e daqueles que utilizam deste momento grave em que enfrentamos uma pandemia para fazer politicagem mesquinha e barata, honro e sempre honrarei com todos os meus compromissos, pagando o salário de todos os servidores em dia, antecipado e de forma justa, principalmente os profissionais da educação de Cachoeira.

Novamente, esclareço a todos que por causa da suspensão das atividades letivas, decorrente da pandemia de Covid-19, a Prefeitura Cachoeira, assim como as demais cidades da Bahia, seguiu recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios, e suspendeu os pagamentos correspondentes a 20h desdobradas dos profissionais do magistério, tendo em vista que o serviço não está sendo prestado.

Os profissionais já enquadrados em jornada de 40 horas não sofreram alteração alguma nos vencimentos, nem aqueles que já alcançaram os requisitos para enquadramento, cuja análise está sendo feita de ofício pela Secretaria de Educação. Com o retorno das aulas, permanecendo a necessidade do desdobramento, os vencimentos serão automaticamente restabelecidos.

Por isso, reitero o meu absoluto repúdio às acusações sem qualquer fundamento da APLB, e garanto que medidas judiciais serão tomadas contra este órgão que diz “representar” uma categoria que tanto respeito e valorizo que é a dos nossos professores."

TATO – Prefeito de Cachoeira

Secretaria de Educação de Cachoeira
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook