Analytics

quarta-feira, 3 de junho de 2020

Dono de perfil sobre literatura nas redes sociais, baiano de 12 anos é vítima de racismo: 'Orgulho de minha cor'

Foto: reprodução/Instagram
Um menino de 12 anos, morador de Salvador, foi vítima de racismo por meio das redes sociais. Em abril de 2019, Adriel Oliveira criou o perfil “Livros do Drii”, no qual faz pequenas resenhas de livros e indica títulos para os quase 350 mil seguidores.

Na última quarta-feira (27), por meio de mensagem, uma pessoa que não teve a identidade revelada disparou ofensas contra ele. "Porco gordo. Eu achava que preto era pra ta cavando mina, não lendo. Você foi criado pra ser pobre e preto", diz parte das ofensas. As mensagens com ofensas foram expostas pelo próprio Adriel.

O garoto utilizou as redes sociais para enviar uma resposta ao agressor. A atitude partiu por um conselho dado pela mãe do menino, Deise Oliveira, de 32 anos. “Foi a primeira mensagem do tipo que recebi. Fiquei muito bravo, mas eu fui perguntar a minha mãe o que fazer. Ela me falou que eu devia responder à altura.

Minha mãe falou que eu tinha que ter orgulho de minha cor”, disse o menino, que está no 7º ano do ensino fundamental e conta que nunca havia sofrido qualquer agressão do tipo, seja no mundo real ou virtual. Ele expôs as ofensas e escreveu: "Aprende a escrever, cara. Isso não é um insulto, e sim um conselho.

E em pleno século 21, pessoas ainda são racistas? Atualizem-se. Insultos acabam com o psicológico de pessoas fracas, esse tipo de coisa não me abala em nenhum ponto. Aliás, tenho orgulho de ser negro".

Fonte: G1 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook