Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução 
Os casos de violência contra indígenas dobraram entre 2018 e 2019 e as invasões de suas terras cresceram 135% no mesmo período, de acordo com um novo relatório do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) divulgado nesta quarta-feira (30).

O documento é resultado de uma apuração feita com as entidades e associações dos povos sobre a situação dos índios no Brasil. O Cimi destaca os registros de Mato Grosso do Sul, estado com a 2ª maior população indígena do país e líder no número de homicídios entre seus povos no ano passado. 

Quarenta integrantes e líderes foram assassinados. "Constata-se que em 2019 a população indígena de Mato Grosso do Sul continuou sendo alvo de constantes e violentos ataques, em que há até mesmo o registro de práticas de tortura, inclusive de crianças", disse o relatório.


Fonte: G1

Facebook