Analytics

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Clínica escola em campanha de prevenção ao câncer de mama

Fotos: Divulgação

Por Suelane Carneiro 
Mesmo com todos os acontecimentos envolvendo a pandemia, a clínica escola da Faculdade Adventista da Bahia (Fadba) continuou suas campanhas do “outubro rosa” de conscientização e prevenção ao câncer de mama e do colo do útero.

Sônia Elzi Alves, mestre em Promoção a Saúde, professora do curso de Enfermagem da Fadba, enfermeira e responsável técnica da clínica no setor de enfermagem, diz que mesmo em face a situação pandêmica atual a clínica escola buscou orientar a comunidade sobre essas mazelas que acometem tanto mulher quanto homem.

“Em virtude da situação da covid-19, o número de atendimentos precisou ser reduzido e exames como mamografia não pode ser realizado, mas a clínica escola dispõe de palestras periódicas que abordam questões que envolvem prevenção e cuidado e a importância do exame clínico, que é feito por um profissional de saúde especialista da área”, explica.

A clínica foi ornamentada na temática a fim de chamar atenção para essas questões. Um vídeo-paródia educativo foi desenvolvido para ser compartilhado nas redes sociais com o mesmo intuito: conscientizar e prevenir.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), dois milhões de novos casos de câncer de mama foram registrados esse ano no mundo. Depois de tumores malignos de pele não - melanoma é o câncer mais comum no sexo feminino e também a principal causa de morte entre as mulheres. Aqui no Brasil, a OMS estima 66 mil novos casos de câncer de mama.

A Sociedade Brasileira de Patologia afirma que o diagnóstico precoce e assertivo de cada subtipo da doença ainda é uma importante ferramenta para o tratamento e cura visto que existem diferentes tipos da doença que variam em cada paciente.

A prevenção

A prevenção é feita tanto de forma primária quanto secundária. A primária consiste em intervir nos fatores modificáveis, capazes de reduzir o risco da doença se desenvolver como praticar atividade física por exemplo. Segundo estudos, mulheres sedentárias, que estão acima do peso ou obesa após a menopausa aumenta o risco em relação às mulheres com peso adequado. Um outro ator de risco é não fazer terapia hormonal sem indicação médica, fumar e beber bebida alcoólica.

A prevenção secundária mais indicada para o câncer de mama é a mamografia. Deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos em todas as mulheres. Segundo o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) alguns fatores de risco não são modificáveis. Esses fatores são: Envelhecimento; História pessoal de câncer de mama; História familiar e Hereditariedade; História reprodutiva; Mamas densas; Radioterapia prévia.

Para obter mais informações, clique nos links abaixo.

Fonte: https://www.gov.br/saude/pt-br

Fonte: https://search.cdc.gov/search

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

cf

cf