Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reuters/ Philippe Wojazer/ Direitos reservados
Quem acredita que 2020 foi e será o pior ano dos últimos tempos, engana-se, segundo o cientista russo Peter Turchin. Em entrevista à revista americana The Atlantic, Turchin previu que o pior ainda está por vir. 

“Temos praticamente garantidos mais cinco ou dez anos infernais”, disse o cientista, que usa modelos matemáticos para prever tendencias sociais. Vale lembrar que este foi o mesmo cientista que afirmou, em 2010, uma “era da discórdia” e um período de pertubação social que seria impulsionado em 2020.

Biólogo por formação, Turchin passou a analisar dados históricos e arqueológicos dos últimos 10 mil anos e encontrou padrões de comportamentos e acontecimentos que se repetem com frequencia. 

O cientista não previu o que ocorreria, mas se baseou em três critérios para garantir que os próximos anos serão piores: elite em expansão desenfreada, disputa no topo da pirâmide social, e lasse trabalhadora com qualidade de vida cada vez pior.


Fonte: Varela na Notícia

Facebook