Foto: Reprodução
O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, comentou hoje (3) sobre festas com aglomeração e reafirmou que qualquer evento com mais de 200 pessoas está proibido.

“Se nós soubermos disso [festas com aglomeração] na hora, tenha certeza de que quem estiver lá vai ser preso”, disse em entrevista ao programa Balanço Geral, da TV Itapoan. Sobre o Réveillon, Vilas Boas foi enfático: “Quem está organizando seus réveillons com mais do que isso [200 pessoas], vendendo ingressos, corre o risco de ter o evento interditado pelos Bombeiros e pela polícia e corre o risco de ter que devolver o dinheiro a quem pagou”, afirmou durante o programa. 

Na entrevista, o secretário afirmou ainda que a vacina só deve chegar em março. “Temos que vencer dezembro, janeiro e fevereiro. Dezembro tem que ser diferente, Natal diferente, Réveillon diferente, o verão tem que ser diferente. É a ponte que falta pra gente atravessar esse rio”, destacou. 

Apesar do governo da Bahia só permitir que qualquer festa com aglomeração seja realizada após a vacina contra a Covid-19, os ingressos para festas de Réveillon na Bahia não param de vender. Dois exemplos são a festa Réveillon da Vila, no povoado de Santo André, em Porto Seguro, e a NANO Réveillon que acontecerá na região metropolitana de Salvador, na praia de Sabaúma.


Fonte: Metro 1

Postagem em destaque

Facebook