Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução
Acusado de estupro de vulnerável, o empresário Carlos Henrique Marin, teve pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Em sessão vitural na última quinta-feira (18), os desembargadores da 2ª Câmara Penal mantiveram a prisão do acusado. 

O relator do caso, o desembargador Jefferson Alves de Assis, havia votado pela concessão do habeas corpus, para conceder o alvará de soltura para Carlos. 

Ne sequência, o desembargador Júlio Cezar Travessa pediu vistas ao processo e votou pela rejeição da concessão. Após, a desembargadora Ivete Caldas também votou para negar o pedido, e então, o desembargador Jefferson alterou seu voto e manteve a prisão.



Fonte: BN

Facebook