Foto: Reprodução
Após a aparição de uma criatura estranha ter assustado moradores da Ilha de Itaparica e intrigado pessoas por todo o Brasil, o delegado Ricardo Amorim apresentou uma versão que pode elucidar o caso. 

Ele usou as redes sociais para informar que, após investigações, conseguiu encontrar o criador da imagem e a criatura estranha, na verdade, era fruto de um filtro de app.

“Decidi apurar uma possível contravenção de “Provocação de alarma anunciando perigo inexistente” previsto na Lei de contravenções penais”, escreveu o delegado, que postou uma foto ao lado da criatura.

“Ao final, após buscar informações e finalmente localizar o criador da imagem, concluí que em verdade a imagem foi criada com o filtro de um aplicativo que insere um lobisomem na foto”, postou o delegado.



Fonte: Varela Notícias

Facebook