Foto: Reprodução
Diante do contexto que vivemos atualmente, onde a internet – mais precisamente as redes sociais – virou campo de batalha, o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) optou por trazer, para a campanha do Movimento Maio Amarelo em 2021, a reflexão sobre uma atitude que tem faltado nos últimos tempos: o respeito.

De acordo com o Observatório, a dualidade que vivemos hoje deixou o campo político e se estendeu para toda e qualquer opinião que se publique. “Todo e qualquer modo de interação vira “ringue” e não há limites para ofensas onde a intolerância, impaciência e a inflexão são os ingredientes principais do diálogo”, afirma a entidade. Junte-se a isso um outro ponto importante: foi encerrada em 2020, a Década de Ação pela Segurança no Trânsito, proposta pela ONU (Organização das Nações Unidas) e OMS (Organização Mundial da Saúde) em 2009. 

A iniciativa chamava a atenção dos países para o alto número de mortos e feridos no trânsito de todo o mundo. Na Conferência Mundial de Segurança Viária, em fevereiro de 2020, realizada na Suécia, a ONU e a OMS propõem uma 2ª Década de Ação. Ela tem o mesmo objetivo da anterior: reduzir em 50% o número total de mortes no trânsito em 10 anos. 

 Diante desse novo chamamento, o que fazer de diferente para alcançar esse objetivo? Conforme os organizadores, é preciso ter consciência de que, não são com as mesmas ações, que será possível mudar o atual quadro de acidentalidade do trânsito no Brasil. “Dentre desse quadro, surge outra palavra com um significado muito apropriado: RESPONSABILIDADE”, destaca o Observatório. Além do respeito, o ONSV cita a empatia como mola mestra de todo e qualquer bom relacionamento.

“A empatia é o carro chefe da convivência: não faça para o outro o que você não quer que alguém faça a você! Ser empático torna toda e qualquer relação mais saudável. Ser empático requer um exercício diário (no início), depois é impossível não pensar em cada atitude antes de falar ou fazer algo”. Com base nesses conceitos nasceu o tema da 8ª edição do Movimento Maio Amarelo 2021: RESPEITO E RESPONSABILIDADE: PRATIQUE NO TRÂNSITO. 

Para Eliane Pietsak, especialista em trânsito e observadora certificada do ONSV, respeito e responsabilidade são e deveriam estar sempre presentes e associados ao trânsito. “Não deveria ser necessário criar uma campanha para que estes valores sejam colocados em prática. Deveria ser a obrigação de todos os atores no trânsito e na vida de uma forma geral.

O Maio Amarelo deste ano tem como objetivo despertar esses valores que estão adormecidos. Quem sabe hoje, estejamos todos prontos para assumir o papel que nos cabe, tendo em vista os momentos pelos quais passamos e ainda estamos vivendo que é a pandemia. Respeito e responsabilidade são valores que aprendemos na família e que, pouco a pouco, muitos foram esquecendo, ao longo do caminho, mas são necessários para a segurança de todos no trânsito. Pratique!”, orienta Pietsak.



Fonte: Portal do Transito

Facebook