Foto: TV Santa Cruz

O PM Wesley Góes, de 38 anos, que foi morto após atirar contra policiais militares, após um possível surto, em Salvador, foi enterrado na tarde desta segunda-feira (29), em Itabuna, no sul da Bahia.

Amigos, familiares, além de centenas de policiais participaram do enterro no cemitério Campo Santo, em Itabuna. Foram os amigos policiais que carregaram o caixão para o momento da despedida. Pouco depois das 17h, o corpo de Wesley foi enterrado sob muita comoção, aplausos e uma homenagem com fogos de artifício.

Ainda na manhã desta segunda-feira, só que em Itacaré, cidade onde Wesley era lotado e a aproximadamente 100 km de Itabuna, cerca de 200 policiais fizeram uma homenagem para o PM. Os policiais, que estavam de máscaras de proteção da Covid-19, fizeram uma roda e uma oração para Wesley Góes.

O policial estava noivo e morava na cidade onde trabalhava. Ele era conhecido por ser uma pessoa alegre. Segundo a Polícia Militar, em 13 anos de serviço, ele nunca apresentou comportamentos que sugerissem problemas psicológicos.

Nas redes sociais, também nesta segunda-feira, o governador da Bahia, Rui Costa, lamentou a morte do PM Wesley.

Fonte: G1

Postagem em destaque

Facebook