Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução
A prefeita de Cachoeira, cidade do recôncavo da Bahia, Eliana Gonzaga de Jesus (Republicanos), de 52 anos, denunciou ter recebido ameaças de morte desde que começou a campanha, que terminou com a eleição dela, em novembro do ano passado. 

Por causa das ameaças, Eliana de Jesus conta que já registrou dois boletins de ocorrência na delegacia de Cachoeira. Os casos são investigados, de acordo com a polícia da cidade. 

Em entrevista, Eliana de Jesus, primeira mulher a ser eleita prefeita de Cachoeira, contou que as ameaças começaram ainda no período da campanha. A gestora municipal ainda relatou que dois militantes, que eram bem ativos durante a campanha, foram mortos entre o final de 2020 e março deste ano. Um deles chamava-se Ivan Passos. 

A prefeita afirmou que após a morte do militante, as pessoas da cidade comentavam que existia uma lista com o nome de várias pessoas ligadas a campanha dela que seriam os próximos alvos dos criminosos e que ela não assumiria o cargo.

Segundo Eliana de Jesus, ela ajudou várias pessoas a se mudarem para a região metropolitana de Salvador, para que se protegessem dos criminosos.

Fonte: G1

Facebook