Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Imagem: Reprodução
O adolescente Roque Júnior Tavares, de 16 anos, abandonou os estudos para trabalhar como reciclador de lixo e ajudar a mãe no sustento da família, em Porto Alegre. Comovida com a história, a Fundação Pão dos Pobres decidiu oferecer uma bolsa de estudos em gastronomia e ajudar o jovem a ser chef de cozinha. 

A coordenadora dos cursos profissionalizantes da Fundação Pão dos Pobres, Simone Quadros, diz que uma empresa vai fornecer também meio salário e vale-transporte para quando o curso for presencial. 

"Ele vai ser contratado na modalidade jovem aprendiz", explica. 

Roque Júnior decidiu trabalhar com reciclagem para manter a renda de R$ 150 semanais que a mãe Nely, de 44 anos, conseguia no lixão. Trabalho que deixou marcas em ambos.

"Peguei infecção pulmonar. Eu peguei esses negócios na minha mão e uma bactéria no meu dedo. O médico me proibiu de mexer no lixo", diz a mãe.



Fonte: G1

Facebook