Foto: Diário da Notícia
A Prefeitura de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, anunciou novas medidas de enfrentamento ao Coronavírus para o período junino, válidas a partir das 18h desta sexta-feira (18), até as 5h do dia 29 de junho. As determinações foram publicadas no Diário Oficial do município. 

O toque de recolher foi antecipado para as 20h até às 5h. Eventos de qualquer natureza, independentemente do número de participantes, continuam suspensos. As atividades esportivas coletivas amadoras também seguem proibidas durante o período. Academias e estabelecimentos voltados para a prática de exercícios poderão funcionar, desde que limitado a 50% da capacidade do local.

O decreto também impôs restrições quanto à entrada de turistas, proibindo o acesso de veículos de passeios, excursões e fretamentos. Serão implantadas barreiras sanitárias nos pontos de acesso ao município, e só será permitida a entrada de residentes, mediante a apresentação de comprovante de residência.

Entre as medidas válidas para o comércio, está a liberação do funcionamento até às 18h, entre os dias 23 e 29 de junho. No entanto, nos dias 24 e 25, respectivamente feriados de São João e Data Magna da Cachoeira, só será permitido o funcionamento de farmácias e padarias até às 20h. 

Estará proibida também a comercialização de bebidas alcoólicas em quaisquer estabelecimentos, inclusive pela modalidade de entrega a domicílio (delivery) nos seguintes períodos: das 18h de 18 de junho até as 5h do dia 21 de junho, e das 18h do dia 23 às 5h do dia 28 de junho. 

Fogueiras e guerra de espadas

O novo decreto também determinou restrições quanto ao acendimento de fogueiras, o uso de fogos de artifício e a guerra de espadas, uma resolução tomada após reuniões entre a gestão municipal, a Defesa Civil de Cachoeira e o Ministério Público. 

Apesar de serem tradições do período junino, fogueiras e fogos de artifício são prejudiciais por apresentarem riscos à saúde, especialmente para portadores de doenças respiratórias e crônicas e pessoas infectadas pelo Covid. 

Ações de fiscalização

Para garantir o cumprimento do decreto, a Prefeitura elaborou um plano de ações para fiscalizar durante o período, com a implantação de barreiras sanitárias nos pontos de acesso à cidade, como: na entrada de Santiago do Iguape (próximo ao Posto da Polícia Rodoviária), na entrada principal (via BA 420), no acesso da BR-101 (Capoeiruçu) e Ponte D. Pedro II. 

As equipes da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal, com o apoio da Polícia Militar, realizarão também rondas de fiscalização noturna em diversos pontos do município.

Facebook