Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 22 de setembro de 2015

MURITIBA: Jovem muritibano é selecionado para curso sobre HIV/AIDS da UNESCO

Foto: Arquivo pessoal | Facebook
O Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (DDAHV/SVS/MS) em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) selecionou 50 jovens para participação no II Curso de Formação de Novas Lideranças das Populações-Chave Visando o Controle Social do Sistema Único de Saúde no âmbito do HIV/AIDS, realizado em Brasília entre os dias 24 a 28 de setembro. 

Vinícius Zacarias, jovem muritibano de 22 anos, foi um dos selecionados e participará do curso com o objetivo trazer ações sobre a temática para sua cidade e região: "Me sinto iluminado pelo fato do universo ter me confiado a oportunidade de formação, dando subsídios para trabalhar com esse enfoque da saúde pública no aspecto social. Acredito que a maior arma contra todo tipo de preconceito é a informação, quero me capacitar para fazer um grande trabalho visando o controle social do SUS no âmbito do HIV/AIDS na minha região. Tenho amigos e amigas soropositivos (as) e sei que o problema não está em conviver com o vírus, e sim conviver com todo preconceito que o envolve".

O objetivo de Vinícius e Ariana Carvalho, ambos membros do Coletivo Aquenda de Diversidade Sexual, é trabalhar a temática na próxima edição da SEDIVERGEM, evento de diversidade sexual, gênero e combate a LGBT*fobia que será realizado em Muritiba a partir da próxima semana (30), culminando com a 3ª Parada do Orgulho LGBT. 

O segundo curso de formação surge na esteira do grande sucesso da primeira edição realizada em maio. Na ocasião, 1.019 inscritos disputaram as 50 vagas, abertas a jovens de todo o país. Em comum, os selecionados têm a faixa etária (entre 18 e 26 anos) e o envolvimento com o ativismo. A maioria dos selecionados trabalha ou integra as populações-chave consideradas prioritárias pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV) do Ministério da Saúde (organizador do evento) para o enfrentamento à epidemia de HIV/aids: gays e outros HSH, travestis, transexuais, profissionais do sexo. Outros trabalham com pessoas que usam drogas e redução de danos e alguns, ainda, integram outras duas populações consideradas vulneráveis, como os negros.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...