Analytics

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Dois suspeitos de matar professor Marcus Matraga são presos

Foto: Reprodução
Dois suspeitos de participar da morte do professor Marcus Vinicius de Oliveira Silva, 57 anos, foram presos pela Polícia Civil. Eles foram identificados como mentores do crime - e um deles é apontado como o executor do homicídio. Um revólver calibre 38 foi apreendido na casa de um deles. A causa do crime não foi divulgada pela polícia.

Conforme o Correio, agora, a polícia aguarda conclusão de laudos periciais e realização de diligências para concluir o inquérito. O professor Marcus Vinícius, conhecido como Matraga, foi morto com um tiro na cabeça no povoado de Pirajuí, em Jaguaripe, na região do Recôncavo.

Segundo o diretor do Departamento de Polícia do Interior, Ricardo Esteves, 21 pessoas foram ouvidas no inquérito. Os dois suspeitos foram identificados durante a investigação e tiveram as prisões decretadas pela Justiça de Nazaré e já estão presos.

Professor aposentado do curso de Psicologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Marcus Matraga, como era conhecido, foi um importante militante da luta antimanicomial no país.

Segundo a delegacia de Jaguaripe, dois homens foram até a casa do professor, por volta das 19h do dia 4 de fevereiro, e disseram que uma amiga dele passava mal. Um dos suspeitos se identificou como neto da mulher. Ao sair de casa para prestar socorro à amiga, o professor foi rendido e levado de carro até uma estrada de terra do povoado. Lá, ele foi executado com um tiro na cabeça. Nos últimos anos, Marcus mediava conflitos de terra entre indígenas e fazendeiros. A polícia não confirmou a hipótese da morte ter relação com esses conflitos.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...