Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Cachoeira: Câmara Municipal instala CPI para investigar suposto repasse de verbas de convênio com a Santa Casa ao Secretário de Saúde

Foto: Reprodução | Ascom - Cachoeira
Foi instalada na noite desta segunda (21/08), na Câmara Municipal da Cachoeira, uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar um suposto repasse de verbas, proveniente de um convênio da Prefeitura com a Santa Casa de Misericórdia da Cachoeira, ao Secretário de Saúde do Município, Mamede Dayube.

Na manhã desta segunda, o atual provedor da Santa Casa, Lú Cachoeira, denunciou no Programa Rádio Total da Rádio Paraguassú FM que um preposto da entidade repassava uma parte da verba do convênio, no valor de R$ 10.000,00, em mãos do secretário Mamede na sua residência, onde no ato do recebimento da verba era assinado um recibo. O valor total do convênio celebrado entre a Prefeitura e a Santa Casa era de 30 mil reais e a Santa Casa repassava os dez mil reais para pagar a nove motoristas de ambulâncias que prestam serviços à prefeitura.

A instalação da CPI foi aprovada por 1/3 da Câmara da Cachoeira - os vereadores que votaram a favor foram: Josmar Barbosa, Ana Cristina, Fábio Coqueiro, Angélica Sapucaia e Laelson de Roxo. Antes da votação, a maioria dos vereadores da bancada de situação se retiraram do plenário em protesto contra a rapidez que a proposta de instalação iria ser votada, sem discussão. O único vereador da situação que ficou no plenário e votou contra a instalação da CPI foi Ênio Cordeiro.

Na manhã desta terça, 22/08, os vereadores vão se reunir para escolher a composição da CPI, que passa a ter até 90 dias para concluir o inquérito. Informações do Diário da Notícia.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...