Analytics

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Economia: dólar tem baixa de preço após rejeição das contas do governo pelo TCU

Foto: Agência Brasil/Divulgação
Com a rejeição das contas do governo de 2014 da presidenta Dilma Rousseff pelo Tribunal de Contas da União (TCU), a moeda norte-americana registrou hoje (8) uma queda de 1,41%, sendo cotada a R$ 3,8224 ás 15h. Operadores ouvidos pela Reuters entendem que ainda há muito pela frente caso um processo de impeachment da presidenta ocorra. Para o chefe da mesa de juros da corretora Icap, Arlindo Sá, "A decisão do TCU complica as coisas, mas não é garantia de que um pedido de impeachment vai ser acatado".


A decisão do TCU será enviada nesta quinta-feira ao Congresso Nacional, cuja responsabilidade é aprovar ou não as contas do Executivo. A rejeição das contas pelo Legislativo pode pesar sobre o processo de impeachment contra a presidenta por crime de responsabilidade fiscal.

A insegurança política vem afetando os juros e o câmbio nas últimas semanas. Agentes financeiros receiam que a instabilidade provocada pelo possível afastamento de Dilma assuste investidores estrangeiros, dificultando a recuperação da economia brasileira. Dessa forma, os operadoras ouvidos pela Reuters acreditam que, mesmo a decisão do TCU sendo esperada, a reação do mercado possa ser negativa.

O dólar atingiu máximas histórias no fim do mês passado, quando encostou em R$ 4,25. "Ainda tem muita água até que o impeachment seja uma certeza. Não é [a decisão do TCU] que vai fazer o mercado virar a chave e entrar em desespero", disse à Reuters o superintendente de derivativos de uma gestora de recursos nacional.

No cenário externo, investidores estavam cautelosos antes da divulgação da ata do Federal Reserve, banco central norte-americano. A chance de que os juros dos Estados Unidos só subam no ano que vem, têm ajudado mercados emergentes, pois sustentaria sua atratividade por pagarem rendimentos maiores. Segundo o operador da corretora SLW, João Paulo de Gracia Correa, “os investidores insistem na busca por indicações mais firmes de quando a instituição iniciará o seu ciclo de aumento de juros”.

O Banco Central brasileiro continuou essa manhã à rolagem dos swaps cambiais que vencem em novembro, vendendo a oferta total de até 10.275 contratos equivalentes a venda futura de dólares. Até o momento, a autoridade monetária já rolou U$$ 3,069 bilhões, ou cerca de 30% do lote total, que equivalem a U$$ 10, 278 bilhões. Na quarta-feira, o dólar voltou a fechar em alta após três dias de queda, porém manteve-se abaixo dos R$ 3,90.

Fonte: G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Facebook