Analytics

menu

Image Map

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Lauro de Freitas: Sem salários, terceirizados da SEC dormem nas ruas

Fotos: Divulgação
Trabalhadores terceirizados de escolas estaduais de Itabuna e Ilhéus, contratadas pela Locserv, perambulam pelas ruas de Lauro de Freitas, e se fixaram em frente à empresa, em busca de uma solução para o pagamento de um mês de salário atrasado, além dois meses de vale transporte e vale alimentação.

Os funcionários chegaram nesta quarta-feira em Lauro de Freitas e aguardam o proprietário da Locserv no local. Com as portas da empresa fechadas, os 27 trabalhadores se ajeitam como podem à espera de um posicionamento.

A quantidade de terceirizados que chegaram em Lauro de Freitas não corresponde ao número de trabalhadores que estão com pendências trabalhistas. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Bahia (Sindilimp-BA), que representa a categoria, cerca de 200 pais e mães de família que trabalham em escolas estaduais passam pelo mesmo problema.

A coordenadora do Sindilimp, Ana Angélica Rabello, acompanhou a situação e cobrou um posicionamento da empresa. “Permaneceremos na porta da empresa até que o caso seja resolvido e os pais e mães de família deixem de ser humilhados. Se necessário, se ninguém aparecer por aqui, vamos até a casa do proprietário da Locserv para continuar, pacificamente, o protesto”, afirmou Ana Angélica Rabello.
O diretor jurídico do sindicato, vereador Luiz Carlos Suíca (PT), afirmou que o abuso contra os direitos dos trabalhadores é constante e que o secretário estadual de Educação [Osvaldo Barreto] precisa tomar uma providência.

“É um absurdo. Inadmissível. A humilhação é constante. Com certeza o governador Rui Costa não sabe disso. Osvaldo Barreto deve providenciar, com urgência, o destrato com essa e outras empresas que estão violando os direitos dos trabalhadores. Estão degringolando a educação na Bahia. Em Salvador, muitos terceirizados também estão sem receber e esforçando ao máximo para não tomar uma medida mais drástica. Depois, tomara que não apareça algum secretário maluco para mandar prender de novo os sindicalistas”, disparou.
A SEC se posicionou sobre a situação dos terceirizados ao site Bahia do Trabalho: “Em relação à mobilização dos trabalhadores da empresa Locserv, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia esclarece que já notificou a empresa para regularizar o pagamento dos funcionários. Informa, ainda, que está viabilizando, junto ao Ministério Público do Trabalho, uma reunião entre Sindicato, empresa e Secretaria da Educação, para mediar o acordo para regularização das verbas trabalhistas.”

Fonte: Bocão News
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook