Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 27 de março de 2018

Opinião: Os canalhas também envelhecem

Foto: Reprodução | YouTube
Por Sérgio Jones*
"Eu não serei candidato", alardeava pelo país Michel Temer o presidente mais impopular de todos os presidentes brasileiros. Faltando cerca de oito meses para as eleições, ele se diz candidato à reeleição aproveitando a existência de um vácuo no poder uma vez que Lula é considerado politicamente morto por quase todos os analistas após a sua condenação a 12 anos e um mês de prisão por corrupção. Quanto à figura do escroque e partidário oportunista Jair Bolsonaro esta desperta ódio e medo pela sua identificação com a ditadura militar, que tantos malefícios acarretaram, por duas décadas, ao povo brasileiro, e por extensão ao país.

O insidioso Temer tenta ganhar musculatura política fazendo apelos patéticos aos seus ministros para que lancem campanhas positivas sobre a ação de seu governo. Para muitos analistas de plantão o sucesso de tal empreitada se torna uma missão impossível, pois a atual administração é extremamente impopular, além de ser ele, Temer, alvo de várias acusações de corrupção e de não dispor de qualquer tipo de carisma que possa alavancar seu depauperado governo.

Quanto ao tão propalado crescimento econômico, este é considerado por muitos semelhantes ao rabo de cavalo, cresce para baixo. Os altos índices de desempregos continuam existindo, e devem permanecer, ainda, por um longo tempo.

Outro aspecto que merece destaque e se contrapõe aos interesses deste governante ilegítimo, merece especial atenção a questão de saúde. O presidente em exercício está com 77 anos e já sofreu quatro intervenções cirúrgicas, nos últimos meses. Resultado desta ópera bufa, até mesmo os mais empedernidos canalhas não se devem deixar embalar pelos cabelos brancos, porque eles envelhecem e morrem.

*Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook