Analytics

menu

Image Map

sexta-feira, 16 de março de 2018

Projeto de proteção do manguezal inicia segunda etapa nas baías de Iguape e de Todos os Santos

Imagem: Divulgação 
Desenvolvido pela Fundação Vovó do Mangue, o CO2 Manguezal atenderá, durante dois anos, áreas de Maragojipe, Cachoeira, São Félix e São Francisco do Conde.

Reflorestar e preservar áreas de mangue nas baías de Iguape e de Todos os Santos, capacitar jovens e adultos, elaborar estudo científico, além de promover educação ambiental para crianças. Essas são algumas das metas assumidas pelo Projeto CO2 Manguezal, que teve a segunda etapa de execução iniciada no último mês de janeiro, com ações a serem desenvolvidas nos municípios de Maragojipe, Cachoeira, São Félix e São Francisco do Conde.

“Esses quatro municípios foram escolhidos por possuírem áreas consideráveis de manguezal e Mata Atlântica que sofrem ou sofreram, ao longo dos anos, degradação pela implantação de grandes empreendimentos industriais”, explica a coordenadora geral do CO2 Manguezal, Rosiane Campos.

As ações do projeto estão previstas para acontecerem neste ano e em 2019. Ao final desse período, o compromisso é a produção de 46 mil mudas de mangue e seis mil mudas de Mata Atlântica, reflorestamento de 10 hectares de manguezal dentro da Baía de Todos os Santos e 2,5 hectares de Mata Atlântica, capacitação de 780 jovens e adultos e aplicação do Programa de Educação Ambiental para três mil crianças e jovens do ensino fundamental de escolas públicas e privadas, dentre outras metas.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook