Analytics

menu

Image Map

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Comércio de Salvador já em ritmo de Natal

Foto: Reginaldo Ipê
Ainda faltam dois meses para o Natal, mas os lojistas se anteciparam e o comércio de Salvador já começou a entrar no ritmo da festa do bom velhinho. Para quem segue a tradição de decorar a casa para a celebração, basta passear pelas lojas do Centro da cidade ou dos shoppings para encontrar opções para todos os gostos e bolsos.

Desde a última segunda-feira que as duas unidades da Livraria Monteiro, situadas na Avenida Joana Angélica, exibem vitrines recheadas de itens natalinos. Árvores de Natal, guirlandas, pisca-pisca, enfeites de árvores diversos e até uma rena animatrônica de Led compõem o mix de produtos. A rena pode ser adquirida por preços a partir de R$209,90. Com apenas R$52,90, é possível levar para casa uma árvore de Natal branca, de 1,20m. Mas segundo os vendedores a grande novidade é a árvore de Natal com fibra ótica, que possui como característica principal a presença de iluminação gerada pelos inúmeros filamentos da fibra distribuídos entre as folhas.

O ideal é que este tipo de árvore seja posicionada em um ambiente totalmente escuro para que os filamentos iluminados possam ser mais evidenciados. Esta árvore mais sofisticada está sendo vendida por R$364,90 nesta loja. Apesar de o movimento ainda estar pequeno, os vendedores revelaram que clientes já compraram árvores, e pisca-pisca. A expectativa é que fluxo aumente a partir da primeira semana de novembro e se intensifique ainda mais na véspera da festa. “Passa o Dia das Crianças e a gente já expõe logo, para não deixar a mercadoria parada.

O movimento ainda está fraco, mas vai aumentar a partir de novembro, principalmente depois que sair o 13º salário”, disse um vendedora que não se identificou. As lojas dos shoppings também estão recheadas de artigos de decoração para personalizar a casa e a ceia do dia 24 de dezembro. Uma delas é a Camicado, do Shopping Barra, que oferece artigos como papai Noel, boneco de neve e renas de pelúcia, além de louças e artigos de cama e mesa. Queda A principal data comemorativa do varejo tem perspectiva de queda no volume de vendas e na contratação de temporários.

É o que prevê a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que estima a contratação de 72,7 mil trabalhadores temporários, o que representa recuo de 1,7% em relação aos 73,9 mil postos criados no ano passado. De acordo com a CNC, a desaceleração da economia diante do cenário de incertezas do segundo semestre deverá levar as vendas do varejo a crescer menos no Natal de 2018 (+2,3%) do que no de 2017 (+3,9%), resultando em uma movimentação de R$ 34,4 bilhões.

Fonte: Tribuna Da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook