Analytics

menu

Image Map

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Eleição abre oportunidades de ganhos financeiros

Foto: Marcello Casal jr
Muita gente aproveitou a oportunidade da realização do segundo turno das Eleições Gerais de 2018 para ganhar um dinheiro extra e aumentar a renda mensal, vendendo do churrasco ao picolé, passando pelas bebidas quentes, cerveja, água mineral e os refrigerantes. Na entrada do portão principal do Colégio Estadual Duque de Caxias, no bairro da Liberdade, o jovem Paulo Pereira de Jesus chamava atenção pela sua criatividade ao vender água mineral, por R$2,00 a garrafa. “Olha a água do Haddad. Olha água do Bolsonaro”.

Com esta mensagem inusitada atraia eleitores dos dois candidatos que disputavam a corrida presidencial. Sua expectativa era por demais otimista. Já passava das nove horas da manhã e Paulo de Jesus acreditava piamente que conseguiria vender os cinco pacotes de água, que comprou no mercado mais próximo da Zona de Votação. ”Pode voltar no final do dia freguês, que eu não vou ter aqui nenhuma sequer pra remédio”, dizia sorridente e balançando fartos cabelos encaracolados. Variados produtos Ainda no Duque de Caxias, mas distante do portão de entrada dos eleitores, Edson Evangelista era a imagem da tranquilidade.

Negociante de varejo há muitos anos, ele oferecia cigarros, bebidas quentes, cerveja e refrigerantes. “Está tudo barato. Os preços são os mais variados e atende a todos os bolsos”. Listando produtos, Edson Evangelista dizia: “Compre aqui! A ‘piriguete’ sai por R$2,00; a ‘bojudinha’fica por R$2,50. Mas quem gosta de provar uma coisa mais forte, não sai daqui de boca seca, não. Eu tenho ainda conhaque, cachaça boa, tudo com preços bem acessíveis. E se o cliente quiser dar uma ‘tragadinha’ eu vendo cigarro com preços entre R$3,00 a carteira do Migthy ou R$ 8,00 a de Hollywood ”. Por sua vez, a vendedora de lanches Ivone Pereira Santos não parecia muito confiante em obter bons lucros com as vendas. Olhava toda a hora o céu, torcendo para a chuva não cair. “Gastei um bom dinheiro para fazer cachorro-quente e trazer. Sei que hoje a eleição será mais rápida do que no primeiro turno. E que vem votar, está pensando logo em retornar para casa e ficar com a família”. Dando uma de comentarista política abalizada, a dona de casa e também vendedora dissertou sobre ao tema. “Eu sinto que o povo tem muita pressa em mudar o rumo deste país.

Chega de tanta desorientação. Eu peço a Deus Todo Poderoso que ilumine cada eleitor, no momento em que ele chegar às urnas, para dar o seu voto em um candidato que venha nos trazer a paz ”. Saboreando prazer Defronte ao Instituto Isaías Alves (ICEIA), no bairro do barbalho, o vendedor de cocos, Carlos Roberto era mais otimista quanto as vendas do dia. “Espero até o final da tarde vender uns cem cocos. E se passar disto eu vou buscar mais imediatamente. Meu coco verde está muito barato. Eu tô cobrando R$2,00 a unidade”. Saboreando um coco gelado com prazer, Joseane dos Santos dizia:“Esse desceu redondo como eu queria. Deu para saciar completamente a ressaca de ontem, quando tomei todas as cervejas que podia”. A vendedora Alba Regina, que tomava conta da barraca da irmã no passeio do ICEIA, era a imagem do otimismo.

“Trouxemos para vender refrigerantes a R$4,00; água mineral a R$2,00; pirão de aipim e churrasco a R$5,00. Por enquanto, o movimento ainda está fraco, mas depois das dez da manhã vai esquentar e vamos ter que dar conta dos fregueses que vão aparecer”. Dona do melhor churrasco do Barbalho – como fazia questão de dizer -, a vendedora de lanches Evanir França Santos, garantia: “Meu churrasco é o melhor. Por isso, o preço também é mais caro. Eu tô cobrando R$7,00 o prato com carne, frango e linguiça. Ainda acompanha feijão, salada e farofa. Tá bom ou quer mais? E como gosta de vender tanto quanto conversar, foi logo revelando: “A movimentação ainda está fraca, pois há ameaça de chuva. Mas, se ela não cair, aqui vai bombar, tenha certeza!”

Fonte: Tribuna da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook