Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Gregore deixa ameaça de Z-4 para trás e avisa: “Temos que nos preocupar com Libertadores”

Foto: Felipe Oliveira
O Campeonato Brasileiro se aproxima do fim, e o pensamento do Bahia sobre o rebaixamento vai ficando para trás. Na 11ª posição com 41 pontos, o Tricolor aparece com apenas 2% de risco de cair para a Série B, segundo dados do matemático Tristão Garcia, do site Infobola.

No Fazendão, existe o pensamento de ter calma e mirar além: em uma classificação para competições internacionais. Para garantir vaga na Sul-Americana, por exemplo, o número de segurança são os 50 pontos. Para a Libertadores, ainda que as chances sejam mínimas, o Bahia precisaria vencer todos os cinco jogos restantes e secar seus concorrentes: Fluminense, Santos e Atlético-PR – a chance de classificação se encontra na faixa dos 2%.

Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, no Fazendão, o volante Gregore falou exatamente dessas novas projeções do Bahia na Série A. - Acho que, se não me engano, temos 2% de chance de Libertadores. Estamos focados nisso. Esse 1% que a gente tem do rebaixamento a gente não procura olhar muito.

 Pelo que o grupo vem trabalhando, o que é cobrado para fazer, temos que nos preocupar com Libertadores, pensando em chegar perto dos adversários lá em cima, o Santos, Atlético-PR e o Cruzeiro. O volante faz a projeção com a propriedade de quem tem contribuído decisivamente pelo Tricolor na Série A.

Como um dos responsáveis pelo setor defensivo, Gregore acumula 102 desarmes certos; o que lhe garante o status de maior roubador de bola no Brasileirão. Ele acredita que as marcas são importantes para ajudar a equipe como um todo. - Vi um pessoal que estava me marcando pelas redes sociais, fiquei bastante feliz pela marca. Mas não fico preocupado com marca individual. Se não fosse o grupo também não teria conseguido isso. Mas isso vem ajudando a equipe. Agradecer a Deus por me dar saúde todos os dias para fazer o que mais amo.

Fonte: GE
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook