Analytics

menu

Image Map

sábado, 8 de dezembro de 2018

Padroeira da Bahia, Nossa Senhora da Conceição é homenageada por centenas de fiéis em Salvador

Foto: Max Haack
As celebrações em homenagem a Nossa Senhora da Conceição reuniram centenas de fiéis neste sábado (8), em Salvador. Na basílica dedicada à santa, no bairro do Comércio, centro da capital baiana, uma multidão acompanhou missas e, depois, seguiu em procissão pelas ruas da região. Nas orações e cânticos entoados durante toda a manhã, a fé em Nossa Senhora, que é padroeira da Bahia, se fez presente. Católicos celebram festa de Nossa Senhora da Conceição neste sábado; programação conta com missas e procissões Com o tema “Com a Virgem Maria proclamamos: ‘Santo é o Seu nome’. Sede santos também vós”, a festa começou às 5h, com alvorada de fogos e uma missa, seguida de mais duas, às 6h e 7h, no interior do santuário.

Às 8h30, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, presidiu a missa solene, no exterior da basílica. Sob sol forte, os fiéis acompanharam a cerimônia de cerca de 1h30 de duração. Às 10h30, foi dado início à procissão com as imagens de Nossa Senhora da Conceição, São José, Santa Bárbara e Bom Jesus da Lapa, que participou da celebração pela primeira vez neste ano. Com um trio elétrico, os fiéis seguiram nas principais ruas do Comércio, retornando para a Basílica, para a bênção com o Santíssimo Sacramento, por volta das 12h. Após a caminhada, mais uma missa, seguida de outras três, às 14h, 15h e 16h. Entre os fiéis presentes na celebração deste sábado, estava a professora Ione Paixão.

Cadeirante desde 2002, após passar por uma cirurgia mal sucedida no quadril, ela conta que a cadeira de rodas não a impede de manifestar a fé e homenagear Nossa Senhora da Conceição, de quem é devota. "Essa festa eu venho desde criança. Não posso perder a celebração", disse. Alto-astral, a professora diz que agradece pela vida todos os anos desde a cirurgia que a deixou cadeirante. "Tenho muito o que agradecer. Entrei no hospital e não saí andando, mas saí vivinha. Tenho que aproveitar", afirmou. As amigas Alvanira Torres, de 49 anos, e Marilene Alexandrina, de 45, também acompanharam a celebração. Emocionadas, as duas seguravam flores para oferecer à Nossa Senhora da Conceição. Marilene, que é paulista, acompanhou a festa pela primeira vez. "Em São Paulo nós temos a Nossa Senhora de Fátima, que é a nossa padroeira. Nunca tinha participado da celebração em homenagem a Nossa Senhora da Conceição. A festa é muito linda. Virei todo ano", disse.

Já Alvanira, é veterana na celebração. Devota, foi ela que apresentou Nossa Senhora da Conceição à Marilene. A contadora aproveitou também para agradecer pelas graças alcançadas. "A gente vem mais para agradecer do que pedir. Agradecer por estar viva, empregada, com a família bem, com saúde, por tudo. Essa é uma festa que traz muita alegria. Nossa Senhora é uma santa muito poderosa", falou. Além do Comércio, celebrações também ocorrem nos bairros de Itapuã, Valéria e Periperi, que contam, cada um, com uma Paróquia de Nossa Senhora da Conceição.

Fonte: G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook