Analytics

menu

Image Map

domingo, 2 de dezembro de 2018

Policial civil é morto esfaqueado em Camaçari; namorada é suspeita

Foto: Reprodução
O policial civil Roberto Carlos Neves de Souza, 51 anos, conhecido como Xuxa, foi morto com uma facada na noite desta sexta-feira (30), em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. A principal suspeita de cometer o crime é a própria namorada do policial, ainda não identificada. O casal teria tido uma briga dentro de casa, no bairro Natal, quando o crime ocorreu. Segundo as primeiras informações, Roberto trabalhava no Serviço de Inteligência (SI) da 26ª Delegacia (Vila de Abrantes). A informação da morte foi confirmada ao CORREIO pela delegada Danielle Monteiro, titular da unidade. Ela disse que ainda não podia dar informações sobre o caso. A vítima foi para o próprio carro, de onde pediu ajuda.

Outros policiais tentaram prestar socorro, mas não adiantou. Ainda segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 20h. A namorada da vítima é procurada pela polícia. A 26ª Delegacia, onde Roberto trabalhava, é a responsável pela investigação do crime. A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou na manhã de sábado (1º), por nota, que equipes da Polícia Civil já procuram a companheira do investigador e que a motivação ainda é desconhecida. Confira a nota da SSP-BA: “Equipes da Polícia Civil procuram a companheira do investigador Roberto Carlos Neves de Souza, 51 anos, apelidado carinhosamente pelos colegas de ‘Xuxa’.

A mulher, usando uma faca, agrediu o policial, na noite de sexta-feira (30), na cidade de Camaçari, onde residiam. O policial, que era lotado na 26ª Delegacia (Vila de Abrantes), não resistiu aos ferimentos. Diligências em busca da autora estão sendo realizadas. A motivação ainda é desconhecida.” Outro caso Na final da manhã desta sexta, um policial militar foi morto em Salvador.

O cabo Juvanildo Paulino dos Santos, 46, lotado no Batalhão de Guardas, com sede no Complexo Penitenciário de Mata Escura, reagiu a um assalto a ônibus, na região da Jaqueira do Carneiro, próximo à Estação Pirajá, na BR-324. Depois do anúncio do assalto, o PM atirou contra os bandidos. Houve troca de tiros e Juvanildo acabou atingido. Um dos suspeitos, que fugiu mesmo ferido, também acabou morrendo em confronto com a polícia.

Fonte: Recôncavo Noticias
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook