Analytics

menu

Image Map

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Quintero cala críticos com golaço e atuação de gala pelo River na final da Libertadores

 Foto: AFP
Aos 25 anos, o herói do título do River Plate já tem o currículo de um veterano andarilho do futebol. Explodiu cedo na Colômbia, disputou duas Copas do Mundo, rodou por Itália, França e Portugal, quase foi parar no Cruzeiro e no Atlético-MG, e aterrissou na Argentina no início do ano cercado de desconfiança pelo excesso de peso e pela pela inconstância. Nunca se firmou como titular no time de Marcelo Gallardo, mas compareceu quando foi necessário e teve participação decisiva na quarta Libertadores conquistada pelo River.

Quintero entrou aos 12 minutos do segundo tempo, quando o River perdia para o Boca Juniors por 1 a 0. E mudou a partida. Ainda no segundo tempo, iniciou a jogada que culminou no gol de empate, anotado por Pratto. Na prorrogação, acertou o ângulo de Andrada com um tiro de fora da área. Foi apenas o segundo gol de Quintero na Libertadores, mas o mais importante de sua carreira – e certamente um dos maiores da história do clube. – A verdade é que ninguém imagina fazer um gol assim. Foi muito difícil quando cheguei ao River, recebi muitas críticas. Mas eu sempre trabalhei em silêncio, sempre quis resolver as coisas dentro do campo – disse o camisa 8 após o jogo no Santiago Bernabéu.

Fonte: GE
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook