Analytics

menu

Image Map

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Embasa diz que barragem de Pituaçu não apresenta riscos estruturais

Foto: Reprodução
A Embasa informou que a barragem de Pituaçu se encontra íntegra e sem riscos estruturais. Ainda de acordo com a empresa, os níveis da barragem são monitorados diariamente pelos técnicos da empresa e, no momento, não há risco de enchente.

Moradores da comunidade do Bate Facho, no bairro do Imbuí, foram despertados na madrugada desta sexta-feira (26) com o barulho das sirenes do sistema de segurança da barragem de Pituaçu. Sem saber o que estava acontecendo, muita gente começou a deixar suas casas em pânico. Só depois foram informados que não havia problema nenhum que o alarme teria sido disparado acidentalmente.

A barragem conta com um sistema de segurança com quatro sirenes em fase de implantação há três meses."A barragem está em perfeito estado. Fizemos nela uma obra ampla há dois anos. O equipamento instalado é para detectar uma emergência. No entanto, ele não está em funcionamento, o que nos leva a crer na falha no próprio equipamento", explicou o gerente da unidade socioambiental da Embasa, Thiago Horoshi. Após o episódio, um treinamento será dado aos moradores.

"A intenção é dar a eles mais conhecimento de como agir numa situação real. Em relação à medida adotada neste madrugada, de saírem de suas casas, foi correta. Nesse treinamento iremos focar nas rotas de fuga", declarou Sosthenes Macedo. Segundo a Embasa, há cerca de um ano foi iniciado a implantação de um sistema de monitoramento, visando proporcionar maior segurança aos moradores do Bate Facho, cujas residências foram erguidas a jusante (no sentido do fluxo da água) da barragem.

O plano de emergência já foi apresentado aos moradores e inclui a transmissão de sinais de sirene, mensagens de voz, mensagens de texto enviadas para celulares cadastrados, sinais luminosos e evasão por rotas de fuga a serem traçadas pela Codesal. Os moradores do Bate-Facho, há cerca de um ano, vêm sendo orientados sobre a existência desse sistema e como ele vai funcionar.

A implantação do sistema de monitoramento vem sendo acompanhada pela Defesa Civil do Estado e do Município e pela comunidade do Bate-Facho. Hoje (26), por motivos ainda não identificados, as sirenes tocaram durante a madrugada. Devido a esse incidente, os técnicos da empresa estão verificando os equipamentos e conversando com os fornecedores para identificar as causas do ocorrido.

Fonte: Correio da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook