Analytics

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Prova do Enem deixará de ser aplicada em papel até 2026, diz governo

Foto: José Cruz
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai deixar de aplicar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em papel a partir de 2026. De acordo com o novo presidente do Inep, Alexandre Lopes, a transição do papel para o computador começa a partir do próximo ano, com um projeto-piloto para 50 mil candidatos de 15 capitais.

A declaração foi dada hoje (3) em entrevista coletiva a jornalistas, em Brasília. A aplicação digital em 2020 será nas seguintes capitais: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

De acordo com o Ministério da Educação, as primeiras aplicações digitais serão opcionais, e a estimativa de curso do projeto-piloto é de R$ 20 milhões. “Os participantes poderão escolher, no ato de inscrição, pela aplicação piloto no modelo digital ou pela tradicional prova em papel”, diz o comunicado, enfatizando que, “em caso de problemas logísticos na aplicação digital, o participante poderá participar da reaplicação”. Lopes afirmou que na edição de 2020, o exame terá três aplicações, ao contrário das duas que ocorrem todo ano: a regular em papel, a reaplicação e a digital.

“Em 2021 [o Enem digital] continua sendo opcional, com duas provas digitais, além da aplicação regular. De 2022 a 2025 a gente vai aumentando a quantidade de provas ao longo do ano, atingindo quatro provas por ano”, disse Lopes sobre o escalonamento do Enem digital no período de transição. Em 2026, não haverá mais Enem aplicado em papel. Ainda segundo o presidente do Inep, o Enem digital em formato piloto em 2020 acontecerá nos dias 11 e 18 de outubro do ano que vem. Já o Enem regular acontecerá em 1º e 8 de novembro de 2020. A reaplicação para os dois modelos acontecerá em dezembro.

Fonte: Forte na Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook