Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Competição define melhores alunos brasileiros na matemática

Foto: Reprodução
Chegou a hora dos alunos craques em cálculos de todo o país testarem seus conhecimentos na 41ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). Aqueles que tiveram o melhor desempenho na Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) 2019 realizam as provas da fase única dos níveis 1, 2 e 3 nesta segunda e terça-feira, dias 11 e 12 de novembro, às 14 horas (horário de Brasília).

Os locais de aplicação da prova são determinados por cada coordenador regional. Também foi deles o papel de convidar mais alguns participantes, entre três e dez estudantes de cada nível com melhor desempenho nas competições regionais. Esses se juntam aos medalhistas da OBM 2018 e aos medalhistas da Copa Multilaser de Matemática de 2018, que defendem suas conquistas nesta edição.

Além de concorrerem a medalhas de ouro, prata e bronze, os estudantes podem abrir muitas portas com a olimpíada. Universidades brasileiras como a Estadual de Campinas (Unicamp), a de São Paulo (USP) e a Estadual Paulista (Unesp) já pensam em abrir vagas para alunos “olímpicos”, ou seja, destinadas aos que conseguiram medalhas em competições científicas, como as de matemática, física, química e biologia.

Nos Estados Unidos, várias universidades de ponta, como Yale, Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts incluem em seus processos seletivos uma análise sobre a participação em competições de conhecimento. A OBM também ajuda a selecionar os representantes brasileiros na Olimpíada Mundial de Matemática, a mais importante do planeta na matéria, realizada desde 1959. Na edição de 2019, o Brasil conseguiu duas pratas e quatro bronzes. O país conquistou dez medalhas de ouro ao longo da história, sendo a última delas em 2018. Isso quer dizer que os alunos deste ano têm a oportunidade de carimbar o passaporte para a Rússia, mais precisamente em São Petersburgo, na Rússia, cidade que sediará a edição de 2020.

Olimpíada – Realizada desde 1979 pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), vinculado ao Ministério da Educação, e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), a OBM é voltada a alunos de escolas e universidades de todo o país, da rede pública ou privada, do Ensino Fundamental (a partir do 6º ano) ao final da graduação. A competição, que costuma reunir mais de mil estudantes anualmente, tem como objetivo estimular o estudo da matemática, desenvolver e aperfeiçoar a capacitação dos professores, influenciar na melhoria do ensino e descobrir jovens talentos.

Fonte: Forte na Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook