Analytics

menu

Image Map

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Pretos ou pardos são mais pobres que brancos na Bahia, diz IBGE

Foto: Reprodução
Um estudo inédito divulgado nesta quarta-feira (13/11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que o índice de pobreza na Bahia entre pretos ou pardos é maior do que entre brancos. Isso significa que essas pessoas vivem com menos de R$ 413 por mês. Intitulado de “Desigualdades Sociais por Cor ou Raça”, o estudo analisa pela ótica da cor ou raça uma série de temas contemplados no Programa de Atividades para a Implementação da Década Internacional de Afrodescendentes.

De acordo com os dados, os índices de pobreza entre pretos ou pardos são de 43,8%, enquanto que para os brancos é de 38,6%.Isso significa que essas pessoas vivem com menos de R$ 413 por mês. O rendimento médio domiciliar de pretos ou pardos é cerca de 30% menor que o dos brancos na Bahia, detalhou ainda o IBGE.

Além disso, pretos e pardos que possuem trabalhos formais ganham ceca de 30% a menos do que brancos com atividades informais. Em questão populacional, na Bahia pretos e pardos somam 81,1% – cerca de 12 milhões de pessoas, sendo 3,4 milhões declarados pretos -. Na capital, 82,8% são considerads pretos ou pardos, o que soma 2,4 milhões de pessoas. Em Salvador, 34,8%, ou 988 mil, se auto declaram pretos.

Fonte: Forte na Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook