Analytics

menu

Image Map

sábado, 14 de dezembro de 2019

'Uma dor muito grande', diz prima de um dos quatro motoristas por aplicativos assassinados em Salvador

 Foto: Reprodução/ TV Bahia
"Espero que não aconteça mais outra tragédia dessa na família porque eu também tenho outras pessoas que trabalham como Uber [motorista de aplicativo]. É uma dor muito grande pra nós da família.

Que a morte dele não fique impune", é o que diz Adriana Fonseca, prima de Alisson Silva Damasceno, de 27 anos, um dos quatro motoristas por aplicativo assassinados no bairro de Santo Inácio, na periferia de Salvador, na sexta-feira (13).

Os corpos das vítimas foram encontrados por policiais militares, em sacos plásticos em um matagal da Rua Nepal, localidade conhecida como Paz e Vida, após um quinto motorista de aplicativo conseguir fugir do local e avisar à PM sobre o crime. O caso é apurado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil. Até a última atualização desta reportagem, nenhum suspeito do crime havia sido preso.

As investigações estão em curso e ainda não se sabe o que motivou os assassinatos. Sávio da Silva Dias, de 23 anos, e Daniel Santos da Silva, de 31 anos, vão ser enterrados às 11h30 deste sábado (14), no cemitério do Campo Santo, no bairro da Federação, na capital baiana. Alisson vai ser sepultado na cidade de Camamu, no baixo sul baiano, mas a data não foi informada pela família. Genivaldo da Silva Félix, 48 anos, vai ser enterrado no município de Laje, a cerca de 230 km de Salvador, na tarde deste sábado.

Fonte: G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook