Analytics

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Coronavírus: baianos correm para as farmácias em busca de álcool em gel

Foto: Reprodução
Em busca de proteção contra o coronavírus, baianos e baianas estão correndo para as farmácias em busca de álcool em gel e máscaras de proteção respiratórias. A procura cresceu ainda após após a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab-BA) reforçar a divulgação da Lei Estadual nº 13.706, de 2017, que obriga todos os estabelecimentos comerciais a disponibilizarem álcool gel para seus clientes.

Mesmo com a grande procura, o estoque do produto é abastecido semanalmente, o que descarta uma possível escassez na Bahia, conforme explicou à reportagem a gerente farmacêutica Janaina Cerqueira, em uma unidade da Extrafarma na região do Campo da Pólvora, no bairro de Nazaré. “Fazemos pedidos três vezes na semana, então só em caso de uma demanda tão grande que nem o laboratório aguente. Além de máscara e álcool em gel, também estão buscando muito vitamina C.

Os clientes chegam comentando sobre o coronavírus e estão procurando prevenção. O que é bom, porque mostra a conscientização sobre se proteger”, disse. Outras farmácias também visitadas pela reportagem revelaram o mesmo que Janaina: o estoque é reposto semanalmente, então não deve faltar produto no mercado. Para além dos cuidados individuais, o governo estadual tem ampliado as ações de conscientização em toda a Bahia.

Na quinta (30), o secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas se reuniu com representantes do segmento da indústria, rodoviários, portos e aeroportos a fim de sensibilizar os mais diversos setores sobre a importância da higiene regular das mãos, reforçando que os estabelecimentos que prestam serviços diretos à população devem cumprir a lei citada acima.

“Nos últimos cinco anos, diversos estados brasileiros passaram por surtos e epidemias de sarampo e febre amarela, por exemplo, mas aqui conseguimos impedir o avanço dessas doenças devido a uma série de medidas, com destaque para o bloqueio vacinal e campanhas de sensibilização voltadas para a população e segmentos empresariais”, afirmou Vilas-Boas.

A declaração ocorreu na presença de representantes do Terminal Rodoviário de Salvador (Sinart), da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Terminal Marítimo de Salvador (Contermas), da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) e do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado da Bahia.

Fonte: Forte na Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook