Analytics

quarta-feira, 18 de março de 2020

Opinião: Contrato Temporário X Locação de Veículos em Governador Mangabeira

Imagem: Divulgação
Antônio Pimentel*
Analisando o quadro de servidores da Prefeitura Municipal de Governador Mangabeira (PMGM), no Recôncavo Baiano, com dados disponíveis no site do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, conforme foto acima, você cidadão vai se deparar com mais uma ação administrativa absurda da atual gestão da PMGM, Prefeito Marcelo Pedreira (PP) 2016-2020, verifique que até setembro do ano de 2019 existiam 1.116 servidores públicos, sendo 487 (43,64%) através de contrato temporário direto que é ilegal, mais que os efetivos 457. Hoje com o ano eleitoral deve ter muito mais, veja que vai subindo mês a mês esse percentual.

Isso é o que se chama EMPREGUISMO, ou seja, a utilização eleitoreira de cargos e contratos para captar apoio político através da oferta de emprego público por contrato temporário com escolha direta, vedado por lei, locação de veículos e outras vantagens, somente pelo critério político.

Nos anos de 2017, 2018 e 2019 nesse guarda-chuva eram apontados para esses contratos temporários apenas parentes do Prefeito, Secretários, Vereadores de sua bancada e líderes de localidades ligados aos seus partidos, agora no intuito de anular a ação política dos partidos de oposição está a oferecer emprego e locação de veículos à pessoas ligadas aos partidos de oposição. “Estamos orientando gravar”.

Esse método foi largamente utilizado no século passado pelos ex-prefeitos Zé Santana por 10 anos (1982-1988/1993-1996) e Telinho por oito anos (1989-1992/1997-2000) interrompido por minha gestão (Antonio Pimentel) entre 2001-2008. Mas o final desse modelo se você não sabe, pergunte aos que viveram àquela época, “depois da eleição vem o corte”, ficando somente no guarda-chuva os parentes do Prefeito, Secretários, vereadores de sua bancada e líderes de localidades ligados aos seus partidos.

A CGU (Controladoria Geral da União) em visita de fiscalização em 10 de fevereiro passado, exigiu dos ônibus locados do transporte escolar as placas “TRANSPORTE ESCOLAR”. Mas, os veículos locados não tem a placa “A SERVIÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE GOVERNADOR MANGABEIRA” Todo cidadão quer saber quem são esses locadores de veículos e qual serviços  os mesmos prestam à comunidade.

Agora imagina você desempregado da Odebrecth, OAS, entre outras empreiteiras como ficam? Você que completou seu ensino médio, tá estudando ou completou a faculdade sem uma oportunidade sequer, como fica? Você que era comerciário e perdeu sua vaga. E você que não consegue um dia de ganho na roça infestada de pragas sem apoio, como fica?

Hoje o trabalhador da cidade tem que sair para conseguir emprego e renda, os que não foram estão lutando aqui pra “Catar uma moeda”, abrem acarajé, quiosques para vender bebidas e cachorros-quentes, estão lutando para vender nas feiras livres, fortemente prejudicados com essa pandemia da COVID 19, como ficam esses trabalhadores?

“A justiça tarda, mas não falha. A luta continua.”

*Antônio Pimentel, ex-prefeito de Governador Mangabeira
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook