Analytics

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Flordelis promovia rituais secretos com nudez, sangue e sexo com menores, diz jornal

Foto: Reprodução 
A casa onde morava a deputada federal Flordelis e o pastor Anderson do Carmo era palco de rituais secretos que envolviam o uso de sangue, nudes e até mesmo sexo.  Essa rotina foi revelada à Polícia Civil do Rio de Janeiro por um homem que morou na residência durante cinco anos.

A testemunha, que foi ouvida no inquérito que apura a morte do pastor Anderson do Carmo, afirmou considerar que participava de uma verdadeira seita e revelou que chegou a manter relações sexuais com a parlamentar. Flordelis é suspeita de ser a mandante da morte do marido.

O homem contou à polícia que conheceu Flordelis em 1995, quando participava de um grupo de orações no Lote Quinze, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ele afirma que a deputada o convidou a participar do grupo de orações em sua casa, à época no Rio Comprido, Zona Norte do Rio. Ele logo passou a também residir no local. Naquela época, o pastor Anderson também já integrava a família.

Fonte: Correios 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook