Analytics

terça-feira, 28 de julho de 2020

Feira de Santana: Suspeitos de matar 3 adolescentes no final de semana são presos pela Polícia Militar com drogas e armas

Foto: Reprodução 
Quatro homens suspeitos de envolvimento no triplo homicídio na tarde do último sábado (25) no loteamento Parque Tamandari no bairro Tomba em Feira de Santana, foram presos na manhã de segunda-feira (27), por policiais da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). 

A polícia informou que uma guarnição estava realizando rondas no conjunto Feira X, quando foi informada por populares sobre a presença de quatro homens em atitude suspeita. Ao realizar a abordagem ao grupo, os policiais encontraram dois revólveres calibre 38, 11 munições de calibre 38, 70 pinos de cocaína e um saco plástico com maconha.

Como a Polícia Civil já havia iniciado as investigações do triplo homicídio, já tinha indicação de suspeitos. Segundo o delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios, eles negam o envolvimento no crime, porém foram reconhecidos por testemunhas. “Desde o início da comunicação do crime foram realizadas as diligências para identificar os autores deste delito, e por sorte uma diligência realizada pela Polícia Militar culminou na condução dos suspeitos do triplo homicídio. 

Com as investigações, foram realizadas as intimações de testemunhas que fizeram o reconhecimento formal desses indivíduos que serão indiciados pelos crimes que cometeram. Eles negaram a participação, não quiseram falar nada a respeito, mas a polícia vai continuar com as investigações”, informou o delegado ao Acorda Cidade. 

O crime ocorreu durante o dia e muitas pessoas presenciaram. Com isso, a polícia espera localizar mais testemunhas para prestarem depoimentos que fomentem o pedido de prisão preventiva que será encaminhado para a justiça. “A polícia está trabalhando no sentido de identificar agora a motivação no crime. Serão realizadas perícias nas armas que foram apreendidas com eles para que, com a comparação balística, a gente possa de fato comprovar a participação dos mesmos no crime. Sobre quem seria o alvo, a gente ainda carece dessa informação. 

A prisão deles mostra a importância do comprometimento da sociedade em denunciar. Eles foram conduzidos por um motivo, por estarem em poder de drogas e armas, e com as investigações que já vinham em andamento, foi um golpe de sorte. A polícia agora trabalha para concluir esse inquérito e encaminhar para a justiça”, concluiu. As vítimas do triplo homicídio foram Thaylan dos Santos Oliveira, 17 anos, que morreu no local, e Jonatas Melo Silva, 17, e Guilherme Silva dos Santos, 12, que morreram no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

Fonte: Acorda Cidade 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook