Analytics

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Muritiba: Ex-diretora da Filarmônica Cinco de Março sofre tentativa de extorsão e homicídio em sua casa

Foto: Reprodução 
A ex-diretora da Filarmônica Cinco de Março, Laiza Melo, sofreu uma tentativa de homicídio, após tentativa de extorsão por uma menor, em sua residência na cidade de Muritiba.

Segundo relato de Laiza, a menor foi aluna da Filarmônica e nesta quarta-feira (22) tentou o homicídio contra ela.

"Ontem sofri uma tentativa de assassinato. Venho sofrendo amaeças por uma menor já tem 60 dias. Dia 08 de junho descobri quem era, fui no conselho tutelar e na delegacia, registrei ocorrência.

Eu era diretora da Filarmônica 5 de Março, ela aluna. Pedi medida protetiva, não me deram," disse.

Laiza ainda relata que sofreu diversas ameaças e tentativas de extorsão.
"Ontem, durante todo o dia, ela mandou mensagem de perfis fakes, tentando me extorquir. Se passando por mãe de aluno, dizendo que iria me matar."
Laiza disse que foi ao Conselho Tutelar da cidade registrar uma ocorrência.
"O conselho tutelar é o órgão que deveria tomar uma providência e não toma. A pasta de ocorrência dela é gigantesca," denuncia.

A ex-diretora da Filarmônica Cinco de Março relatou os momentos de aflição quando a menor invadiu sua casa e tentou lhe matar.
"Ela invadiu minha casa, pulou o portão, arrombou a grade e estava tentando arrombar minha porta. Minutos antes dela chegar, estava no telefone do conselho tutelar, conversando com a Conselheira Benilda, quando ela chegou na minha casa, estava em ligação e pedi socorro. Consegui falar com os meus pais e no grupo da cultura. Meus pais chegaram primeiro. Meu pai desarmou ela, minha mãe filmou. Depois chegou o Secretário de Cultura, a Conselheira Tutelar Letícia, depois o Secretário de Comércio e Indústria, Garancho, uma Ronda da PM. Chamaram os responsáveis da menor. Chegou o tio, o pai. Depois de algum tempo chegou a Ambulância da SAMU. E por fim, a mãe da menor. Ela me pediu 5 ou 10 mil para não me matar," relatou. 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook