Analytics

quarta-feira, 8 de julho de 2020

SAJ teve crescimento de 137% nos casos de Covid após o período junino

Foto: Reprodução 
Mesmo com o cancelamento das festas de São João por causa da pandemia, ainda houve um movimento de gente em direção ao interior da Bahia. O resultado desse fluxo junino chegou agora, duas semanas depois, estampado nos boletins epidemiológicos.

Cidades como Senhor do Bonfim, Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Ibicuí e Mucugê, tradicionalmente conhecidas pelas festas, apresentaram alta de casos de covid-19. O maior percentual foi em Mucugê, que cresceu 200%. Localizado na Chapada Diamantina, o município de pouco mais de 9 mil habitantes saltou de 4 para 12 infectados. Em números absolutos, a maior alta aconteceu em Santo Antônio de Jesus, que foi de 253 para 600.

De 21 de junho até esta segunda-feira (6), a Bahia subiu de 46,2 mil para 88,2 mil casos acumulados. De modo geral, houve aumento percentual de mais de 90% neste período. Segundo o governador Rui Costa (PT), prefeitos com quem ele tem conversado apontaram que a festa acabou provocando uma multiplicação dos casos, apesar da divulgação de campanhas que incentivam o isolamento social e combatem as aglomerações.

“[O São João] Foi o fator mais relevante nestas conversas que tive com os prefeitos. Muitas pessoas se encontraram nas suas casas, sítios, comunidades, mesmo em família ou com amigos, para fazer algum tipo de confraternização. Em grupo familiares, quase 100% das pessoas foram contaminadas ao ter contato com algum infectado. As taxas neste período pós-São João foram bastante expressivas”, pontuou Rui, em entrevista conjunta com o prefeito ACM Neto (DEM), nesta terça-feira (7).

Fonte: Correio 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook