Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução 
Cientistas americanos detectaram, pela primeira vez, micro plásticos e nano plásticos em órgãos e tecidos humanos, segundo um estudo apresentado hoje (17) no congresso virtual de outono da Sociedade Americana de Química (ACS, na sigla em inglês).

Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos EUA, encontraram o material em todas as 47 amostras de pulmões, fígado, fígado, baço e rins que examinaram, oriundos de um banco de tecidos criado para estudar doenças neurodegenerativas.

Dezenas de tipos de plástico foram identificados, incluindo policarbonato (PC), tereftalato de polietileno (PET), usado em garrafas plásticas, e polietileno (PE), usado para sacos plásticos. Pesquisas em animais têm associado a exposição a microplásticos e nanoplásticos a infertilidade, inflamações e câncer, mas os resultados para a saúde de pessoas ainda são pouco conhecidos.



Fonte: Voz da Bahia 

Facebook